Quando um paciente inicia o tratamento para disfunção erétil, podem surgir dúvidas relativas à administração das dosagens e quais opções de comprimidos estão à venda nas farmácias e drogarias.

Normalmente, a dose recomendada de Viagra é 50 mg para uso inicial sobre demanda, ou seja, quando o individuo planeja uma relação sexual e quer garantir a obtenção e manutenção da ereção, deve ser utilizado aproximadamente uma hora antes da relação sexual. Com base na eficácia e tolerabilidade, a prescrição pode ser ampliada para 100 mg ou reduzida para 25 mg.

Obtenha o seu tratamento em apenas 3 passos simples
Complete o seu formulário médico
Escolha o seu Tratamento
Entrega Expresso grátis
Tratamento Disponível Disfunção Erétil
Caixa de Viagra 100mg
4.6/5 - 147 Classificações

Viagra

  • Eficácia a partir dos 30 minutos e até 4 horas
  • Disponível nas doses de 25mg, 50mg e 100mg
  • Entrega grátis em todo o Brasil
  • Embalagem e entrega discretas
4.5/5 - 206 Classificações

Sildenafil

  • Efeitos com início em 30 minutos e duração até 4 horas
  • Disponível nas doses de 25mg, 50mg e 100 mg
  • Entrega grátis em todo o Brasil
  • Entrega numa embalagem discreta
4.6/5 - 150 Classificações

Cialis

  • Faz efeito em 30 minutos e dura até 36 horas
  • Está disponível nas doses de 10mg e 20mg
  • A entrega pode ser feita em qualquer parte do Brasil
  • O serviço de entrega é discreto
Ver mais tratamentos

Dosagens disponíveis de Viagra

A dosagem máxima recomendada é de 100 mg, com ingestão uma vez ao dia. Se o medicamento for tomado com alimentos, o início dos efeitos pode ser retardado em comparação à administração após um período em jejum.

Na dosagem indicada aos adultos com disfunção erétil, inicia-se com 50 mg via oral apenas uma vez ao dia. Para manutenção, são administradas as doses de 25 a 100 mg também conforme o necessário, uma hora antes da relação sexual.

Mas há um espaço possível de tempo para a ingestão: de 30 minutos a 4 horas antes da atividade sexual, é possível obter bons resultados. No caso da dose geriátrica comum para a disfunção erétil, inicia-se com 25 mg via oral uma vez ao dia, uma hora antes do sexo.

No momento da compra, os comprimidos de Viagra vêm em cartelas de todas as doses mencionadas. E como regra geral: quanto maior a dose, mais eficazes e duradouros os efeitos. Entretanto, como qualquer outro medicamento, ele deve ser tomado a partir da prescrição médica apropriada para cada situação.

Na ação normal do comprimido, os efeitos geralmente não duram mais de quatro horas. Seguindo as instruções certas, evita-se também efeitos colaterais negativos. É importante comentar com o seu médico sobre o uso de outras medicações concomitantes, pois a reação pode ser grave.

Em casos extremamente raros - quando o Viagra foi tomado junto a certos medicamentos ou drogas ilegais, uma condição chamada 'priapismo' poderá ocorrer, isto é, uma ereção dolorosa durante mais de 4 horas. Essa condição clinicamente séria pode levar a danos irreversíveis para o pênis. Se o paciente apresentar tal quadro, deve procurar atendimento médico imediatamente.

Viagra 25mg para disfunção erétil 

25 mg de viagra


A menor unidade de dosagem é particularmente adequada para os homens idosos, como com restrições e outros problemas de saúde, por exemplo com doenças cardiovasculares. Os efeitos colaterais são marcadamente mais fracos e oferece menor risco de interações.

Viagra 50 mg como uma dose padrão

50 mg de viagra


Para os homens, sem condições de saúde pré-existentes ou restrições, o Viagra 50 mg é prescrito como uma dose inicial. A dosagem é geralmente suficiente e oferece o efeito desejado. Se os efeitos colaterais se tornarem muito fortes, Viagra 25mg pode ser utilizado no futuro, se o efeito for muito fraco, pode ser convertido para 100 mg.

Viagra 100mg para disfunção erétil mais grave

100 mg de viagra


A dosagem máxima é usada em homens com disfunção eréctil grave se as doses mais baixas não foram suficientes. Devido à maior quantidade do agente activo, o risco de efeitos secundários aumenta. Assim, se a dose máxima não for suficiente para a Disfunção erétil, um médico deve ser consultado para uma opção alternativa. 

Uma dose mais alta de Viagra é melhor? 

Para a maioria dos inibidores da (PDE-5) não é a quantidade que fará diferença, e sim o uso adequado e considere que doses diferentes são recomendadas para diferentes casos, ou seja, para alguns pacientes a dose de 25 mg é supostamente mais eficaz, para outros a dose de 100 mg será mais eficaz. Conhecer a opinião médica é essencial para cada caso.

Doses do Viagra

A correlação da dose mais alta com o efeito aumentado não é tão simples quanto se pensa! 

Considerando esta afirmação é importante considerar os resultados dos estudos sobre o efeito do Viagra em uma gama de doses. De fato, verificou-se que entre os homens que tomam uma dose mais elevada no seu tratamento Viagra de 50mg ou 100mg, a percentagem de eficácia da medicação é aumentada em comparação com a dose mais baixa de 25mg, mas para outros casos a dose de 25 mg foi mais adequada.

Um desses exemplos que é particularmente relevante a eficácia comparada em diferentes homens tendo várias doses de Viagra, foi demonstrado que aproximadamente 72%, 80% e 85% dos pacientes em 25mg, 50mg e 100mg de Viagra, respectivamente, atingiram ereções suficientemente eficazes para a relação sexual, em comparação com 50% que tomaram o placebo. O que é óbvio a partir deste estudo é que a eficácia global do Viagra, em qualquer dose, é extremamente promissora, mas a porcentagem de sucesso cresce com o aumento da dose em alguns casos.

Menos efeitos colaterais ocorrem com doses mais baixas?

A questão da dosagem é importante, pois tem relação direta com a ação do medicamento em cada paciente: a dose de 25 mg de Viagra, por exemplo, apresenta menos probabilidade para ocorrência de reações adversas. Entretanto, isso não é uma regra.

Efeitos secundários 25 mg 50 mg 100 mg Placebo
Dores de cabeça 16% 21% 28% 7%
Afrontamentos 10% 19% 18% 2%
Indigestão 3% 9% 17% 2%
Visão turva 1% 2% 11% 1%
Congestão nasal 4% 4% 9% 2%
Dor nas costas 3% 4% 4% 2%
Dor muscular 2% 2% 4% 1%
Náusea 2% 3% 3% 1%
Tontura 3% 4% 3% 2%
Erupção 1% 2% 3% 1%

Por outro lado, efeitos colaterais como distorção de cor, tontura, dores de cabeça e problemas cardíacos são muito mais comuns em homens que tomam altas doses do remédio. Portanto, a dose mais baixa da medicação deve ter preferência.

Embora uma dose mais elevada de Viagra não cause problemas à maioria dos homens, aqueles que apresentam risco cardiovascular, colesterol alto, obesidade e diabetes precisam tomar muito cuidado. Em seu modo de ação, o Viagra relaxa os vasos sanguíneos e reduz a pressão arterial, causando aumento da frequência cardíaca.

Tal resposta fisiológica pode levar a ataques no coração e a outros problemas em indivíduos suscetíveis a essas complicações. Para alguns homens, ingerir a dosagem de 25 mg pode ajudar a usar o medicamento de forma mais segura, para não agravar outras condições.

Já nos mais idosos, com problemas hepáticos ou renais, há capacidade reduzida para eliminação de Viagra em seus sistemas, assim como os que tomam certas drogas – como inibidores de protease, eritromicina e cetoconazol. Para esses, a dose de 25 mg é prescrita justamente para evitar os efeitos de muita medicação na corrente sanguínea.

Seja qual for o seu caso, é preciso estar sempre atento às reações adversas.

Entre as mais comuns, destacam-se:


  • Rubor (calor, vermelhidão ou sensação de formigamento)
  • Cefaleia
  • Tonturas
  • Visão turva ou alterações de cores
  • Nariz entupido
  • Dores musculares, nas costas ou problemas estomacais
  • Se houver reação alérgica, recomenda-se interromper o uso imediatamente

As reações adversas mais graves incluem:


  • Sintomas de ataque cardíaco
  • Alterações da visão ou perda súbita da visão
  • Ereção dolorosa e de longa duração
  • Zumbido nos ouvidos ou perda auditiva repentina
  • Arritmia cardíaca
  • Inchaço nas mãos, tornozelos ou pés
  • Falta de ar, convulsões ou sensação de desmaio

Nesses casos, recomenda-se a procura de um médico ou centro de emergência.

Posso combinar Viagra com outras drogas de disfunção erétil?

Não se deve tomar mais de uma droga de disfunção erétil em nenhuma circunstância. Tomar mais de um medicamento para ED não aumentará os efeitos e o colocará em risco de efeitos colaterais graves. Se achar que o Viagra não funcionou para o seu caso, pode precisar tentar uma medicação de disfunção erétil diferente. Portanto o aconselhamento será a solução mais adequada.

Se Você acha que sofre de disfunção erétil, nossos médicos podem te ajudar. Basta passar pela nossa consulta online gratuita.

Clique aqui: Consulta Online Grátis

Fontes: