Início / Obesidade / Saxenda, também conhecido como Liraglutida

Saxenda, também conhecido como Liraglutida

O Liraglutida, princípio ativo presente na fórmula do Saxenda, foi desenvolvido para o tratamento da obesidade e do sobrepeso em pessoas adultas, mesmo as que tenham outros problemas de saúde, como níveis alterados de colesterol, pressão arterial elevada ou diabetes tipo 2.

O medicamento foi testado e aprovado pelos órgãos de fiscalização da saúde em todos os países onde foi solicitada a autorização, incluindo o Brasil, Estados Unidos e países da União Europeia.

Este produto está temporariamente fora de estoque. Estará disponível em breve, forneça seu endereço de e-mail abaixo para receber atualizações assim que este produto estiver disponível.

Saxenda: O que é?

O Saxenda foi desenvolvido para tratamento da obesidade e indicado para pessoas que possuem outros problemas de saúde que, em muitos casos, impedem a aplicação e o tratamento com medicamentos comuns para perda de peso.

A aprovação do medicamento Saxenda pelos órgãos de saúde foi dada em razão da comprovação de sua eficácia, que foi comprovada através de estudos clínicos que, por sinal, continuam sendo realizados para investigar outras situações de segurança para seu uso.

O tratamento com Saxenda é indicado para pessoas que tenham Índice de Massa Corporal igual ou superior a 30, além de pessoas com sobrepeso que apresentem Índice de massa corporal (IMC) igual ou superior a 27, podendo ser usado por pessoas que, em razão do excesso de gordura, também apresentem outros problemas de saúde.

Assim, por exemplo, pessoas que antes precisavam de tratamento específico para perder peso e que possuem níveis de colesterol alterados, triglicérides em excesso, hipertensão ou diabetes tipo 2, podem fazer o tratamento de obesidade, reduzindo o excesso de gordura e, ao mesmo tempo, minimizando os problemas de saúde decorrentes da própria obesidade.

Contudo, é importante que o paciente mantenha a alimentação equilibrada, reduzindo os índices de caloria, além de praticar atividades físicas regularmente para que o Saxenda possa cumprir com seu objetivo.

Saxenda

Os estudos com Saxenda, realizados durante o período de um ano em pacientes com obesidade e problemas de saúde dela decorrentes demonstram que o medicamento é eficaz, promovendo redução média de peso de 4,5% em relação a pacientes que fizeram uso de placebo.

O paciente, ao fazer o tratamento com Saxenda, deve seguir estritamente as recomendações médicas, uma vez que o seu princípio ativo, a Liraglutida, pode oferecer efeitos adversos, inclusive havendo o risco de disfunção renal e desenvolvimento de pancreatite.

Composição do Saxenda

O Saxenda é um medicamento comercializado em forma de solução líquida injetável, trazendo em sua composição fosfato de sódio dibásico di-hidratado, propilenoglicol, fenol, hidróxido de sódio, ácido clorídrico e água purificada.

Juntamente com o Saxenda, o paciente recebe um sistema próprio de aplicação, contendo 18 mg de Liraglutida, que deve ser aplicada em doses de acordo com a indicação médica.

Ingrediente ativo do Saxenda

Como funciona o Saxenda?

O princípio ativo do Saxenda, a Liraglutida, oferece uma ação de agonista do receptor dos peptídeos, tendo sua composição química semelhante ao glucagon 1 humano acilado, ou GLP-1. A função dessa substância no organismo é manter a regulação do apetite e diminuir a ingestão de calorias. Sua presença no organismo se manifesta na região do cérebro envolvida com o sistema nervoso autônomo.

A Liraglutida apresenta uma similaridade de 97% com o GLP-1. Com sua ação no organismo, o paciente vai automaticamente regular o seu apetite, além de reduzir os níveis de colesterol e baixar a pressão arterial, juntamente com a eliminação da gordura em excesso.

O Saxenda, por ter um princípio ativo similar ao GLP-1, vai permitir uma redução de peso constante, desde que o paciente mantenha sua dieta equilibrada, sem consumir alimentos com excesso de calorias, e desde que pratique regularmente alguma atividade física. Com o tratamento, o paciente terá redução do excesso de gordura de forma constante e estável.

O medicamento pode ser também aplicado em pessoas portadoras de diabetes tipo 2, mas o paciente deve entender que não se trata de um medicamento para tratamento do diabetes.

Outro detalhe que merece destaque é que o Saxenda não pode ser usado concomitantemente com o Victoza, que oferece o mesmo princípio ativo, ou com outros medicamentos que tenham como princípio ativo agonistas do receptor de GLP-1 ou de insulina.

Eficácia e segurança do Saxenda de acordo com estudos clínicos

O Saxenda atendeu todas as recomendações para estudos clínicos, com a aplicação do formato duplo-cego, em que os grupos de participantes são separados entre pessoas fazendo uso do princípio ativo e de pessoas usando placebo, sem conhecimento prévio, para atestar a funcionalidade do medicamento.

Esses estudos foram direcionados para a avaliação da eficácia do princípio ativo no controle e na redução do excesso de gordura, além de sua atuação para o controle da glicemia.

Os estudos analisaram o comportamento da hemoglobina glicada (HbA1), da glicemia em jejum e da glicemia pós-prandial, comparando os resultados com os pacientes que estavam utilizando placebo.

Um dos estudos com Saxenda contou com a participação de 3.978 voluntários, dos quais 2.501 foram tratados com Liraglutida, na distribuição de 53,7% de homens e de 46,3% de mulheres.

No número de pessoas estavam presentes ainda 797 voluntários com idade superior a 65 anos, dos quais 508 foram tratados com Liraglutida, e 113 voluntários com idade superior a 75 anos, dos quais 66 utilizaram Liraglutida.

Esse estudo clínico teve duração de 52 semanas, oferecendo como resultado uma significativa e sustentável redução de HbA1, quando comparado com os voluntários que fizeram uso de placebo.

No final do tratamento, a redução de hemoglobina glicada basal apresentou o valor de 2,1% nas pessoas que a tinham em níveis de 9,5%. Essa redução foi observada no tratamento com monoterapia de Liraglutida. Em pacientes que fizeram o uso combinado de Liraglutida com outros medicamentos, a redução esteve em valores entre 1,1% e 2,5%.

O gráfico abaixo é de um estudo de 1 ano realizado com mais de 3.500 adultos. Ele mostra a variação média no peso corporal durante as 56 semanas. Os resultados individuais podem variar.

Estudo sobre eficácia e segurança do Saxenda

O gráfico mostra a variação média no peso corporal após 56 semanas considerando:

  • B - Patientes sem diabetes tipo 2 e com IMC ≥30 ou ≥27 com pelo menos 1 condição relacionada ao peso, juntamente com uma dieta com baixa caloria e atividade física. 
  • C -  O peso inicial foi de 233.9 lb e o IMC médio inicial foi de 38.3. 
  • D - A redução no peso corporal de 5% ou mais.

Quais as doses disponíveis para o Saxenda

O Saxenda é disponibilizado em doses de 18 mg do princípio ativo, juntamente com o sistema de aplicação contendo o seletor de doses, que serve para o paciente fazer a auto aplicação do medicamento.

O sistema de aplicação permite liberar doses específicas de 0,6 mg, 1,2 mg, 1,8 mg, 2,4 mg e 3 mg. O paciente deve escolher a dose a ser usada de acordo com a prescrição médica, usando agulhas descartáveis, desenvolvidas pelo mesmo laboratório produtor do Saxenda, embora não incluídas na embalagem.

Doses do Saxenda

Como usar o Saxenda

A utilização do Saxenda pelo paciente deve ser feita de acordo com as recomendações médicas, utilizando o sistema de aplicação e injetando a dose prescrita através do seletor de doses do medicamento.

A seleção deve ser feita girando o equipamento até que o contador disponibilize a quantidade definida. No caso de algum erro de seleção, é necessário girar novamente o seletor, para frente ou para trás, corrigindo o valor que deve ser aplicado.

O sistema de aplicação foi desenvolvido para evitar que o paciente aplique doses erradas, oferecendo ainda a limitação máxima de 3 mg para evitar sobre doses do medicamento. O seletor oferece a quantidade indicada para a dosagem, devendo o paciente ser responsável pela aplicação correta.

Dessa forma, é importante que o paciente siga a determinação médica e sabendo que não pode aplicar mais do que 3 mg em cada dose. Caso o sistema não possuía a quantidade suficiente, ele mesmo irá impedir o fornecimento da dose solicitada.

Como usar o Saxenda

Ao ser movimentado, o sistema de aplicação oferece alguns cliques, conforme as dosagens são mudadas. Contudo, o paciente precisa prestar atenção aos números apresentados, tendo a certeza de que está aplicando a dose correta.

O contador de doses deve ser utilizado, bem como o seu indicador, para que o paciente saiba quantos mg de medicamento está sendo disponibilizado para a injeção, não devendo dar atenção exagerada à escala do sistema, uma vez que essa escala vai apresentar aproximadamente a quantidade de Saxenda restante.

Mesmo parecendo complexo, trata-se de um sistema que permite ao paciente se automedicar segundo as recomendações médicas, sabendo que está aplicando a quantidade correta.

Além da aplicação correta do medicamento, o tratamento com Saxenda exige que o paciente mantenha alimentação equilibrada, com prática regulares de atividades físicas para ajudar o organismo a combater o excesso de gordura.

Como não se trata de um medicamento para controle do diabetes tipo 2, o paciente com essa deficiência deve manter o controle da glicemia no sangue, não podendo usa-lo quando estiver fazendo uso de insulina. Além disso, o médico também deve ter conhecimento de qualquer medicamento que o paciente esteja usando, tanto de prescrição quanto de uso livre, ou mesmo à base de ervas.

Se o paciente apresentar problemas cardiovasculares ou doenças cardíacas, deve informar o seu médico. Embora não tenha havido constatação de que o Saxenda possa alterar as condições de saúde, é necessário que o médico tenha conhecimento.

O Saxenda não é um medicamento recomendado para pessoas que tenham tido problemas no pâncreas e não deve ser usado por crianças, embora não tenha sido observada qualquer contraindicação. Em pessoas de 12 a 18 anos, o medicamento deve ser prescrito observando-se dosagens.

Onde injectar o Saxenda? 

Saxenda deve ser administrado como uma injeção sob a pele (injeção subcutânea).

Os melhores lugares para injetar são a frente da cintura (abdômen), a frente das coxas ou a parte superior do braço.Não injete em veias ou músculos;

Locais onde a injeção deve ser aplicada

Quais os efeitos colaterais precauções e interações do Saxenda

Como ocorre com qualquer medicamento de prescrição, o Saxenda também apresenta alguns efeitos colaterais, embora em quantidades mínimas, mas alguns deles podem ser considerados graves.

  • Pancreatite: o Saxenda pode provocar pancreatite e, se o paciente começar a sentir dores mais intensas na região do estômago, de forma persistente, ou mesmo se tiver vômitos e sentir dores subindo do abdômen para as costas, deve suspender o uso de Saxenda e buscar ajuda médica;
  • Tumores na tireoide: em raros casos, o uso do Saxenda apresentou desenvolvimento de tumores na tireoide. Dessa forma, não deve ser indicado para pacientes que já tenham problemas anteriores dessa glândula;
  • Vesícula biliar: se o paciente sentir dores na parte superior do abdômen, apresentando febre, sintomas de icterícia e fezes de cor argila, deve suspender o uso de Saxenda e procurar ajuda médica, uma vez que o medicamento pode causar cálculos biliares;
  • Hipoglicemia: pacientes portadores de diabetes tipo 2 que fazem uso de medicamentos para a doença, devem monitorar os níveis de açúcar no sangue, uma vez que o Saxenda pode causar hipoglicemia. Os sintomas da falta de açúcar no sangue se manifestam com tremores e sudorese, além de dor de cabeça, tontura, fraqueza, confusão mensal e irritabilidade. Havendo qualquer sintoma desse tipo, o paciente deve procurar ajuda médica;
  • Aumento na frequência cardíaca: o Saxenda pode causar aumento nos batimentos cardíacos em pessoas com problemas cardiovasculares, mesmo em repouso. Portanto, ao fazer o tratamento, pessoas com problemas cardíacos devem monitorar sua condição física e informar ao médico no caso de ter os sintomas de forma persistente;
  • Problemas renais: o Saxenda também pode causar insuficiência renal, apresentando náuseas, vômitos e diarreia e levando o paciente a perder líquido a ponto de sofrer desidratação. Para evitar essa situação, é necessário que o paciente tome muito líquido todos os dias e, se tiver problemas renais, deve buscar assistência médica, evitando a necessidade de diálise;
  • Reações alérgicas: alguns pacientes apresentaram reações alérgicas ao princípio ativo ou a algum componente do medicamento. Nesse caso, o uso de Saxenda deve ser suspenso, levando o paciente a buscar assistência médica;
  • Depressão: em raríssimos casos, pacientes apresentaram quadros de depressão com o tratamento com Saxenda. Se houver mudanças repentinas de humor ou de comportamento, o paciente deve suspender o tratamento e buscar ajuda médica.

Devemos atentar para o fato de que os efeitos colaterais no tratamento com o Saxenda foram observados em casos bastante raros, atingindo um número mínimo de participantes.

Assim, por exemplo, apenas uma em cada 100 pessoas apresentou situações como as apresentadas acima, enquanto que, em alguns casos, os efeitos colaterais atingiram apenas uma em cada 1.000 pessoas tratadas.

Um dos efeitos colaterais mais comuns no início do tratamento são as náuseas, que são amenizadas com o tempo, a partir do momento em que o organismo se acostuma com o medicamento.

Precauções e interações de Saxenda

Existem algumas condições de saúde que não permitem o tratamento com Saxenda contra a obesidade e o sobrepeso. Esses casos, em geral, são os seguintes:

  • Em pacientes com histórico de câncer de tireoide molecular ou com histórico familiar da doença;
  • Quando o paciente já apresentou tumores em mais de uma glândula em seu histórico médico;
  • Em situações que se apresentem reações alérgicas ao princípio ativo do Saxenda ou a algum dos componentes de sua fórmula. A alergia pode se manifestar através de inchaço nos lábios, garganta e língua, inchaço no rosto, problemas respiratórios e alteração nos batimentos cardíacos, além de erupções cutâneas e comichões pelo corpo. Em alguns casos, a alergia provoca tonturas e desmaio.

O Saxenda não pode ser indicado para mulheres grávidas, que estejam planejando engravidar ou que estejam amamentando, já que o medicamento pode prejudicar o desenvolvimento da criança.

Comparação do Saxenda e Xenical

Veja abaixo a comparação do Saxenda e Xenical:

XENICAL VS SAXENDA
  • Saxenda é uma medicação para transtorno alimentar.
  • Xenical é uma medicação para transtorno alimentar.
DATA DE APROVAÇÃO
  • 23 de dezembro de 2014
  • 23 de abril de 1999
EFEITOS SECUNDÁRIOS E PREOCUPAÇÕES
  • Náusea, cansaço, prisão de ventre
  • Depressão, diarreia e impotência
COMBINAÇÃO COM ÁLCOOL
  • Pode haver uma interação negativa entre Saxenda e álcool.
  • Pode haver uma interação negativa entre Xenical e álcool.
MÉTODO DE USO
  • Injeção
  • Comprimido
DOSAGENS
  • Injector: 3 mg / 0,5 mL (18 mg / 3 mL)
  • Cápsula: 120 mg
INGREDIENTES
  • Liraglutide
  • Orlistato
INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS
  • Interação entre Saxenda e Xenical: não existe uma interação conhecida entre Saxenda e Xenical em nossos registros. No entanto, uma interação ainda pode existir. Sempre consulte o seu médico antes de tomar estes medicamentos juntos. Não pare de tomar os medicamentos sem o conselho de um médico.
  • Interação entre Saxenda e Xenical: não existe uma interação conhecida entre Saxenda e Xenical em nossos registros. No entanto, uma interação ainda pode existir. Sempre consulte o seu médico antes de tomar estes medicamentos juntos. Não pare de tomar os medicamentos sem o conselho de um médico.

Compra de Saxenda (Liraglutida) online: Como nosso serviço funciona

Saxenda

Qual é o preço do medicamento Saxenda (Liraglutida)?

O preço vai variar de acordo com a dose e quantidade do medicamento. Lembramos que o preço incluí não só o medicamento, mas também todo o serviço que prestamos, desde a consulta e receita médica online ao envio expresso de forma discreta. O preço inicia em $PRODUCT_MINIMUM_PRICE e oferecemos métodos de pagamentos seguros e cômodos para os nossos clientes.

Nota: websites que vendem Saxenda (Liraglutida) em grandes quantidades, com preço muito baixo e que não requisitem dados médicos, provavelmente estão agindo de forma ilegal.

Por que posso comprar o medicamento de prescrição Saxenda (Liraglutida) online?

O Saxenda (Liraglutida) é um medicamento sujeito a prescrição médica, ou seja, não pode ser comprado sem indicação médica. No entanto, na HealthExpress, oferecemos a possibilidade de completar uma consulta online grátis que permite a nossos médicos parceiros verificarem se o paciente está apto para utilizar tal tratamento. Se o mesmo estiver apto, uma receita médica será emitida e enviada para nossa farmácia parceira que fará o envio do medicamento para o endereço escolhido. Qualquer farmácia online que venda Saxenda (Liraglutida) sem solicitar dados médicos e/ou emitir uma receita, está agindo fora da lei.

Por que não é possível comprar Saxenda (Liraglutida) sem receita médica?

A nível mundial, o Saxenda (Liraglutida) é considerado um medicamento de prescrição médica, sendo por isso obrigatório que um médico determine se o paciente está apto e se é seguro iniciar o tratamento.

É seguro comprar Saxenda (Liraglutida) na HealthExpress?

Na HealthExpress, antes de comprar o Saxenda (Liraglutida), passará por um processo de consulta online (questionário) que permite que os nossos médicos parceiros verifiquem se é completamente seguro iniciar o tratamento. Nossos médicos estão registrados na Autoridade Médica Britânica (GMC, General Medical Council) e a HealthExpress é aprovada para venda de medicação online pela entidade Britânica MHRA (Medicines and HealthCare products Regulatory Agency).

Como o medicamento é entregue?

Após um de nossos médicos aprovarem o seu pedido, a farmácia enviará o medicamento para o endereço fornecido por você no processo de compra. As entregas são realizadas pelo Correios e oferecemos rastreamento ponto-a-ponto. As encomendas são completamente discretas sem informação relativa ao website ou ao medicamento Saxenda (Liraglutida).

Como sei que comprei o Saxenda (Liraglutida) original?

A HealthExpress apenas trabalha com medicamentos de laboratórios ou fabricantes renomados. A nossa farmácia é regulada localmente (pelo MHRA) e Agência Europeia Medicamentos, garantindo assim que as nossas operações sejam realizadas de forma transparente.

Meus dados são protegidos durante o processo de compra on-line?

Na HealthExpress, valorizamos a privacidade dos nossos pacientes. Qualquer dado pessoal, médico ou de pagamento será protegido por SSL. Não realizamos compartilhamento de dados com terceiros sem o seu consentimento.

Mais alguma questão?

Se tiver alguma questão adicional, não hesite em contatar-nos por telefone, chat ou email.

Fontes:

  1. Pull Diabetes Drug Victoza From Market Immediately". Public Citizen (Retrieved 2013-04-02) - URL: citizen.org

  2. Grünenthal Ltd and Napp Pharmaceuticals Limited named in advertisements. Prescription Medicines Code of Practice Authority (Retrieved 2011-02-07) - URL: novonordisk.com

  3. New phase 3a data demonstrate that 9 out of 10 adults with obesity lost weight with liraglutide 3 mg and clinical trial completers lost an average of 9.2% (PDF). Obesity Week 2014. Boston: Novo Nordisk A/S. 4 November 2014 (Retrieved 17 January 2015) - URL: pmcpa.org.uk

  4. Clinical Study Shows Liraglutide Reduced Blood Sugar, Weight, And Blood Pressure In Patients With Type 2 Diabetes (June 2008) - URL: medicalnewstoday.com
  5. FDA Approves New Treatment for Type 2 Diabetes (January 25, 2010), U.S. Food and Drug Administration - URL: accessdata.fda.gov
  6. News and Events—Saxenda recommended for approval in weight management in adults, European Medicines Agency - URL: ema.europa.eu
  7. New Diabetes Drug Liraglutide Works (Sept 2008), Web MD -  URL: webmd.com

Publicado em 11 de Março de 2018