Azitromicina

Compre Azitromicina online com a prescrição do nosso médico

  • Tratamento eficaz numa dose única
  • Disponível na dose de 500mg
  • Entrega grátis no dia seguinte
  • Embalagem e entrega discretas

A Azitromicina é um antibiótico utilizado no tratamento das infeções bacterianas como a clamídia, a uterite não-específica, o ureaplasma e o micoplasma genitalium. O tratamento previne que a infeção se propague pelo corpo, ao interferir com a capacidade da produção de proteínas pelas bactérias.

Azitromicina é um medicamento de prescrição e não é possível comprá-lo sem receita médica. Na HealthExpress você pode comprar o medicamento Azitromicina online porque nós emitimos uma receita com base em uma consulta realizada online. Para isso, você deve preencher o nosso questionário médico que será revisto por um de nossos médicos. Então, você poderá encomendar o Azitromicina diretamente na sua área de paciente.

Este produto está temporariamente fora de stock. Estará disponível em breve.
Serviço de Excelência

3,987 classificações de pacientes

4.8/5
Tudo incluído no Preço

Avaliação, Receita médica e entrega Grátis

Privado e Convidencial

Entrega e Pagamentos discreto

Medicamentos Originais:

Prescritos por médicos registados no Reino Unido

O que é e uso médico da Azitromicina

A Azitromicina é um medicamento usado para o tratamento de diversas infecções. Suas indicações médicas são principalmente para infecções respiratórias e de ouvido, como, por exemplo, em casos de sinusite, bronquite, faringite, amigdalite, pneumonia, rinite ou otite média (infecção do ouvido médio).

A Azitromicina também é indicada para infecções da pele, infecções nos tecidos moles (como nos músculos, gorduras e tendões), e ainda infecções genitais, como uretrites e doenças sexualmente transmissíveis, como a clamídia e a gonorreia.

Estrutura quimíca da Azitromicina

A Azitromicina tem se mostrato extremamente eficaz no tratamento das infeções bacterianas como a clamídia, a gonorreia, a uterite não-específica, o ureaplasma e o micoplasma. O tratamento previne que a infeção se propague pelo corpo, ao interferir com a capacidade da produção de proteínas pelas bactérias. O efeito da Azitromicina permanece no  corpo durante mais tempo, em comparação com outros antibióticos e, por isso, a toma do medicamento é mais curta e menos intensiva.

A Azitromicina combate as bactérias que são sensíveis ao medicamento, fazendo com que não produzam as proteínas responsáveis pelo seu crescimento e reprodução.

O medicamento se diferencia da eritromicina, também da mesma família, em pelo menos dois aspectos: sua lactona é constituída por 15 membros, possuindo um átomo de nitrogênio, enquanto que a lactona da eritromicina é de 14 membros e não possui o átomo de hidrogênio.

Essa simples diferença se torna responsável pelas melhores características da Azitromicina, tornando seu espectro de ação mais amplo diante dos microrganismos gram-positivos, com uma difusão mais rápida nos tecidos, além de mais elevada, e com uma meia-vida biológica mais prolongada que outros bactericidas.

Além disso, a Azitromicina é mais estável em meio ácido do que a eritromicina.

Quais são os benefícios de usar este antibiótico?

A Azitromicina é um tratamento altamente seguro e eficaz no tratamento de DSTs (doenças sexualmente transmissíveis) tais como clamídia, gonorreia, ureaplasma e micoplasma. A Azitromicina previne a propagação das bactérias, para que as defesas naturais do seu corpo possam combater e eliminar a infeção.

É um dos tratamentos mais seguros e eficazes para a clamídia, porque permanece no seu organismo durante mais tempo do que a maioria dos outros tratamentos, e funciona mais rapidamente A maioria dos pacientes constata melhorias três a cinco dias depois da toma do primeiro comprimido. Outros tratamentos podem demorar entre sete a dez dias a fazer efeito.

Mecanismo de ação da Azitromicina

Já se perguntou como os antibióticos matam as bactérias invasoras, que as células humanas não conseguem eliminar? Embora existam semelhanças entre bactérias e células humanas, há muitas diferenças também. Antibióticos funcionam afetando as células bacterianas sem afetar as células humanas.

Por exemplo, as células humanas não têm paredes celulares, enquanto muitos tipos de bactérias tem. Antibióticos como Metronidazol, Azitromicina e Doxiciclina funcionam impedindo que a bactéria construa uma parede celular. As bactérias e as células humanas também diferem na estrutura de suas membranas celulares e na maquinaria que usam para construir proteínas ou copiar DNA. Alguns antibióticos dissolvem a membrana das células bacterianas. Outros afetam a construção de proteínas ou máquinas de cópia de DNA que é específico para bactérias.

A Azitromicina possui como mecanismo de ação a inibição da síntese de proteínas nas bactérias através de sua ligação com uma subunidade da mesma, o ribossomal SOB, impedindo que ele faça a translocação dos peptídeos. Dessa forma, seu mecanismo de ação é semelhante ao da eritromicina.

Mecanismo de Ação de Antibióticos

Em outras palavras, a Azitromicina é um antibiótico do tipo macrólido, que impede a produção e o crescimento das bactérias ao interferir com a atividade dos péptidos, e na produção de proteínas que ajudam as bactérias a permanecerem ativas. Quando esta atividade é impedida, a infeção torna-se vulnerável e não se propaga. 

A Azitromicina demonstra atividade in vitro contra uma série de bactérias, incluindo as bactérias aeróbicas gram-positivas, como Staphylococcus aureus, Streptococcus pyogenes (que são os estreptococos betahemolíticos do grupo A), Streptococcus pneumoniae, estrepctococos alfahemolíticos (do grupo viridans) e outros estreptococos, além do Corynebacterium diphtheriae.

Com relação aos microrganismos de doenças sexualmente transmissíveis, a Azitromicina é ativa contra a clamídia e também demonstra bons efeitos contra o Treponema pallidum, a Neisseria gonorrhoeae e a Haemophilus ducreyi.

Outros microrganismos combatidos pela Azitromicina são a Borrelia burgdorferi, agente da doença de Lyme; a Chlamydia pneumoniae, responsável pela clamídia; a Mycoplasma pneumoniae; a Mycoplasma hominis; a Ureaplasma urealytcum; a Campylobacter sp e a Listeria monocytogenes.

A Azitromicina também se mostra eficiente contra patógenos oportunistas associados às infecções provocadas pelo vírus HIV, como Mycobaterium avium-intracellulare complex, o Pneumocystis carinii e o Toxoplasma Gondii.

Estudos clínicos da Azitromicina

A Azitromicina é o primeiro antibiótico da classe dos Azalídeos, medicamentos que são derivados da classe dos macrolídeos, que possuem um átomo de nitrogênio no seu interior.

O mecanismo de ação da Azitromicina é a inibição da síntese de proteínas das bactérias, através de sua ligação com a subunidade ribossomal 50S, impedindo sua proliferação.

Com sua fórmula, a Azitromicina demonstra atividade contra uma grande variedade de bactérias, atendendo a inúmeros tipos de infecções, permitindo sua utilização contra os microrganismos e apresentando poucos efeitos colaterais, havendo também poucas contraindicações.

A Azitromicina é um medicamento que pode ser administrado em qualquer hora do dia, inclusive com as refeições, não havendo qualquer interferência mesmo com refeições ricas em gorduras.

Mesmo para pacientes com insuficiência renal leve, não há qualquer evidência de alteração acentuada na farmacocinética sérica da Azitromicina, quando comparada a pacientes com função renal normal, não havendo dados registrados do seu uso em pacientes com insuficiência renal mais grave.

Também para pacientes com insuficiência hepática de grau leve a moderado, não houve evidência em estudos clínicos sobre alterações na farmacocinética da Azitromicina. Nesses pacientes observou-se maior concentração do princípio ativo, possivelmente para compensar o clearence hepático reduzido.

Os estudos clínicos da Azitromicina ainda demonstraram níveis maiores da substância nos tecidos, muito mais do que no plasma, indicando que é um medicamento fortemente ligado aos tecidos.

Aproximadamente 12% da dose administrada intravenosamente é excretada na urina em até 3 dias, como droga inalterada, sendo sua maior parte nas primeiras 24 horas. Altas concentrações foram encontradas na bile.

Os estudos clínicos demonstraram altas concentrações de Azitromicina nos fagócitos, as células mortas espontaneamente no organismo. Nos experimentos, maiores concentrações de azitromicina foram liberadas durante a fagocitose ativa do que pelos fagócitos não estimulados. Essa análise mostra que a Azitromicina é liberada para os locais de infecção, impedindo a proliferação das bactérias.

Como tomar Azitromicina?

A toma da Azitromicina varia dependendo da infeção que está a ser tratada, porém, a Azitromicina deve ser sempre tomada uma hora antes das refeições ou duas horas depois destas. Mesmo que se sinta melhor, não deverá interromper o tratamento, que deverá seguir como foi prescrito, e até ao fim. Terminar a toma do antibiótico antes do tempo previsto, pode fazer com que as bactérias ganhem resistência ao antibiótico.

Quando finalizar o seu tratamento, deverá esperar duas semanas antes de fazer outro teste de diagnóstico de DSTs, para se certificar que está completamente curado(a).

  • Para a clamídia vaginal/peniana, recomenda-se uma única dose de 1000mg (500 mg x 2 comprimidos) de Azitromicina. Para a clamídia anal ou retal deverá tomar a Doxiciclina. Se precisar de tratar ambos os casos, é necessária a toma de ambos os medicamentos.
  • Para o ureaplasma, recomenda-se 6 doses de 250mg de Azitromicina, dois comprimidos de 250mg no primeiro dia em apenas uma toma, e um comprimido de 250mg por dia durante 4 dias.
  • Para a gonorreia, recomenda-se uma única dose diária de 1000mg para tratar a infeção, com uma única dose de Cefixima.
  • Para a uterite não-específica e para a o micoplasma, recomenda-se a toma de uma dose única de 1000 mg, ou seja, dois comprimidos de 500mg. A infeção será tratada em sete dias. 

Quem pode tomar?

A Azitromicina pode ser tomada pela maioria das pessoas para o tratamento da gonorreia, clamídia, uretrite não-específica, ureaplasma e micoplasma. Porém, se tiver algumas condicionantes médicas, ou se tomar certos tipos de medicamentos, não poderá tomar a Azitromicina. Se padecer de doença hepática ou renal, miastenia grave, alterações ao ritmo cardíaco ou síndrome do QT longo, não deverá tomar este medicamento, ou a sua dose terá que ser ajustada.

Na consulta médica, deverá mencionar os medicamentos que tem estado a tomar até à data, e se está grávida ou a amamentar. 

Efeitos colaterais da Azitromicina

Ao contrário de outros medicamentos indicados para combate a microrganismos, a Azitromicina não afeta a eficácia de anticoncepcionais, ou seja, o uso do medicamento é indicado para poucos dias, por tempo limitando e, em razão disso, somente em casos muito raros pode comprometer o efeito das pílulas.

Efeitos colaterais
Diarréia ou fezes moles, Vômitos, Nervosismo,
Náusea, Prisão de ventre, Problemas de sono (insônia),
Dor abdominal, Tontura, Erupção cutânea ou coceira,
Transtorno de estômago, Cansaço, Soando nos ouvidos,
Prurido ou corrimento vaginal, Dor de cabeça, Problemas auditivos,

Normalmente, a Azitromicina pode provocar alguns efeitos colaterais, como náuseas, vômitos, cólicas e diarreias. Pessoas com problemas hepáticos devem ter cautela no seu uso, já que pode provocar alterações hepáticas, necrose, insuficiência hepática, hepatite e outras complicações.

Sendo bastante tolerada, a Azitromicina apresenta baixa incidência de reações adversas, além das destacadas. Com relação ao trato gastrintestinal, pode provocar fezes amolecidas, dispepsia, flatulência, colite pseudomembranosa e alguns casos de descoloração da língua.

Casos raros ocorreram de disfunções auditivas nos estudos clínicos, incluindo perda de audição e tinido no ouvido. Esses casos, no entanto, foram associados ao uso prolongado com altas doses de Azitromicina. A maioria dos casos estudados, contudo, foi reversível.

Efeitos colaterais podem surgir no trato genitourinário, como nefrite intersticial e disfunção renal aguda, enquanto que, no sistema sanguíneo pode raramente ocorrer tromboacitopenia.

A Azitromicina também pode provocar ansiedade, agitação, sonolência, cansaço, tonturas e mal estar físico.

Interações medicamentosas da Azitromicina

A Azitromicina pode provocar interações medicamentosas nos seguintes casos:

  • Com antiácidos, podendo reduzir o pico de concentração plasmática em até 30%. Para pacientes que estejam tomando Azitromicina e antiácidos é preciso evitar o uso simultâneo.
  • Ciclosporina: em virtude da ausência de dados conclusivos de estudos farmacocinéticos, é preciso tomar cuidado ao aplicar a ciclosporina juntamente com a Azitromicina. Caso seja necessária a administração das drogas, os níveis de ciclosporina devem ser monitorados e as doses ajustadas conforme necessário.
  • Digoxina: alguns antibióticos macrolídeos podem prejudicar o metabolismo da digoxina no intestino. Para pacientes que estejam fazendo uso da Azitromicina e digoxina em concomitância, pode ocorrer aumento nos níveis dessa última no organismo.
  • Derivados do ergo: não é recomendado o uso de Azitromicina juntamente com derivados do ergo.

Embora a Azitromicina não interfira com anticoncepcionais, não se deve fazer uso desse medicamento em mulheres grávidas, em mulheres em fase de amamentação e em crianças menores de 8 anos de idade.

A Azitromicina também é contraindicada para pessoas que possuem histórico de reações alérgicas, como hipersensibilidade ao medicamento, a eritromicina ou mesmo a qualquer tipo de antibiótico do tipo macrolídeo.

Contraindicações da Azitromicina

A Azitromicina é contraindicada para pacientes com hipersensibilidade ao princípio ativo ou a qualquer outro componente de sua fórmula

Pacientes com problemas hepáticos, como hepatite ou cirrose, não devem fazer uso da Azitromicina, uma vez que o antibiótico pode ser prejudicial para o fígado.

Os estudos clínicos realizados com a Azitromicina mostraram que o medicamento, durante a gravidez, não provoca qualquer dano ao feito, o mesmo ocorrendo no período de amamentação, já que a substância não é excretada no leite materno. Contudo, durante a fase de gravidez e período de lactação, o uso do antibiótico não é recomendado, devendo ser avaliada a sua administração pelo médico responsável.

Se sofre com alguma infecção bacteriana, nossos médicos podem te ajudar. Basta passar pela nossa consulta online gratuita.

Clique aqui: Consulta Online Grátis

Como realizar a compra do medicamento de prescrição Azitromicina na HealthExpress?

Azitromicina é um medicamento de prescrição, isso significa que não é possível a realização da compra do mesmo sem uma receita emitida por um médico registado, essa regra se aplica tanto para o Portugal quanto para o Brasil.

Na HealthExpress você tem a possibilidade de encomendar o medicamento Azitromicina online, pois dispomos de uma equipe médica qualificada que realizará a emissão da receita apenas após a realização de uma consulta online que tem como intuito identificar se o medicamento desejado é adequado para o caso do paciente.

Medicamento Embalagem Características
Azitromicina Azitromicina
  • Administração:  Oral
  • Classe:  Antibiótico
  • Aplicação:  Pessoas com infeções bacterianas.
Comprar Azitromicina Agora

Nessa consulta o médico leva em consideração a sua condição de saúde atual, seu historial médico e as possíveis contra-indicações da medicação.

O processo é rápido e simples: Você apenas precisará preencher um breve questionário, que será enviado para um dos nossos médicos registados na União Européia e o mesmo vai então avaliar qual o melhor tratamento para o seu caso. Assim que o médico emitir a receita, você receberá um e-mail com a confirmação. Após recebimento desse email, você poderá acessar a sua área de paciente e adquirir o medicamento online.

Envio do Azitromicina - Rapidez

O tempo estimado de entrega para Portugal é de 24h úteis através da UPS ou de 3-5 dias úteis via CTT. O tempo exato será sempre informado via e-mail após conclusão da compra.

Realizamos entregas para qualquer endereço de sua escolha, em toda a Europa.

Também realizamos entrega para o Brasil. A entrega é feita via Correios sendo o tempo estimado de entrega do medicamento de 7 a 10 dias úteis.

Envio do Azitromicina – Discrição

Na HealthExpress, prezamos pela proteção da sua privacidade, por isso o seu medicamento será enviado num pacote discreto e não faremos qualquer menção da nossa empresa, produto comprado ou detalhes sobre o serviço na descrição de cobrança.

Fontes: