Nicotina - Dependência da Nicotina

Fórmula química da nicotina

A dependência da nicotina é algo que afeta todos os fumadores mais cedo ou mais tarde, apesar de no início esta dependência ser menos evidente. Mesmo que ache que pode a qualquer momento deixar de fumar, por vontade própria, este feito é mais difícil do que pensa, muito devido à dependência do corpo por esta substância. Ser dependente da nicotina significa que irá experienciar sintomas de abstinência quando parar de fumar, podendo estes ter uma natureza física ou psicológica.

Tudo começa quando esta substância deixa de estar disponível para se ligar aos receptores de nicotina do cérebro, presentes nos fumadores e que requerem um aporte frequente de nicotina. São estes receptores que desencadeiam o desejo de fumar no cérebro, precisamente quando não têm nicotina ligada a si. Os tratamentos para deixar de fumar atualmente disponíveis tentam aliviar os sintomas de abstinência da nicotina, que quando combinados com o hábito de fumar regular, podem ser difíceis de ultrapassar só por si.

Para que consiga ultrapassar com sucesso os sintomas da abstinência da nicotina, deve aconselhar-se com o seu médico ou farmacêutico acerca do melhor tratamento para si. O facto do síndrome de abstinência da nicotina ocorrer em diversas etapas, leva a que muitos fumadores recaíam após algumas semanas ou meses. Por este motivo, é importante que a escolha do tratamento tenha em conta a eficácia do mesmo nos sintomas de abstinência.

Serviço de Excelência

3,987 classificações de pacientes

4.8/5
Tudo incluído no Preço

Avaliação, Receita médica e entrega Grátis

Privado e Convidencial

Entrega e Pagamentos discreto

Medicamentos Originais:

Prescritos por médicos registados no Reino Unido

Obtenha tratamento em apenas 3 simples passos
Complete o seu formulário médico
Escolha o seu Tratamento
Entrega Expresso grátis
Tratamento Disponível Deixar de Fumar
4.7/5 - 19 Classificações

Champix

  • Taxa de sucesso mais elevada entre todos os tratamentos para deixar de fumar
  • Reduz os sintomas de abstinência de forma gradual
  • Impede que sinta prazer ao fumar, caso o faça
  • Entrega grátis no dia seguinte

Quais os sintomas da abstinência da nicotina?

Os sintomas da abstinência da nicotina não são iguais para todos os fumadores, porém os sintomas descritos abaixo são mencionados pela maioria das pessoas que tenta deixar de fumar:

Sintomas físicos

  • Perturbações do sono
  • Suores
  • Tremores
  • Palpitações

Estes sintomas são mais frequentes nos primeiros dias após a cessação tabágica e desaparecem completamente ao fim de uma semana. Contudo, cerca de um terço dos fumadores não apresenta nenhum destes sintomas quando deixa de fumar.

Ao contrário dos sintomas físicos, os sintomas psicológicos podem durar várias semanas e incluem:

  • Irritabilidade
  • Problemas de concentração
  • Necessidade de fumar

Procurar distrações, evitar locais onde é permitido fumar e tentar relembrar os efeitos do tabaco no seu corpo, podem evitar que caia em tentação. Ao fim do primeiro ano sem fumar, as hipóteses de se manter livre do tabaco são elevadas, o que significa que conseguiu ultrapassar os sintomas de abstinência com sucesso.

Abstinência da nicotina e recaídas

Para muitas pessoas que deixam de fumar, a insónia é o pior sintoma nas primeiras noites. Por este motivo, às pessoas que tentam deixar de fumar com ajuda médica, são muitas vezes prescritos comprimidos para dormir. Uma boa noite de sono é fundamental para que comece bem o dia e para que o desejo pelo cigarro não seja exacerbado.

Outros sintomas incluem tonturas e tremores. É importante que faça algumas pausas e respire fundo e lembre-se que os sintomas físicos da abstinência da nicotina desaparecem normalmente ao fim de alguns dias. Deixar de fumar antes do fim-de-semana pode ser uma boa ideia, uma vez que pode passar os dois dias em que os sintomas da nicotina são mais intensos longe do trabalho, sendo mais fácil relaxar.

Enquanto os sintomas físicos desaparecem mais rapidamente, os sintomas psicológicos podem durar mais tempo, pelo que o risco de recaída é mais fácil. Tente controlar estes sintomas e evite compensar a falta do tabaco com comida ou bebidas, uma vez que pode aumentar o risco de ganhar peso após deixar de fumar.

Como lidar com os sintomas de abstinência?

O mais provável é que venha a sofrer os sintomas de abstinência da nicotina, uma vez que estes afetam a maioria das pessoas que tentam deixar de fumar. Para que consiga lidar melhor com estes sintomas, informe familiares e amigos sobre a sua vontade de deixar de fumar, uma vez que estes podem ajudar a não ceder à tentação de voltar a pegar num cigarro.

É mais fácil ceder quando se encontra em ambientes onde é habitual fumar ou em ocasiões específicas que fazem lembrar a vontade de fumar, como por exemplo a seguir a uma refeição, após beber café, etc... Se não consegue lidar com estas situações, procure criar novas rotinas onde seja mais fácil evitar o tabaco.

É normal que se sinta deprimido após deixar de fumar. Isto deve-se à influência da nicotina na libertação de dopamina, uma substância responsável por sensações de bem-estar. Para evitar sentir-se deprimido, converse com outras pessoas sobre os motivos que o levaram a deixar de fumar e sobre o impacto positivo que esta decisão pode ter na sua saúde.

Se não se lembra de nenhum motivo, aqui ficam alguns exemplos: a sua função pulmonar melhora 30% apenas 14 dias após deixar de fumar, o seu paladar ficará mais apurado, bem como notará uma melhoria na sua circulação. O seu médico pode também dar-lhe mais exemplos de como a sua saúde melhora a cada dia que passa livre de tabaco.