Diarreia do viajante

Tratamento para previnir a diarréia do viajante online

Dr Stamatios PoupalosClínico Geral

A diarreia do viajante é um dos principais problemas de saúde em viagens, afeta entre 10 e 50% de pessoas que se locomovem para outros locais. É geralmente causada pela ingestão de alimentos e de água contaminados por agentes infecciosos. Ser cuidadoso com o que come e bebe durante a viagem pode reduzir o risco de diarreia. Se você desenvolver a diarréia do viajante, há chances de que não seja necessário o tratamento medicamentoso. No entanto, é uma boa idéia ter medicamentos aprovados pelo seu médico com você quando viajar para áreas de alto risco, caso a diarréia venha a ser persistente.

Tratamento Disponível Diarreia do viajante
Tratamento para a diarreia em comprimidos
3/5

Pacote Diarreia do Viajante

  • Alívio rápido dos sintomas
  • Evita a desidratação
  • Melhora o tempo de recuperação

O que é a diarreia do viajante?

A principal manifestação dos agentes infecciosos é a diarreia, um problema que pode durar de dois a três dias, causando desconforto e impedindo a realização das atividades normais do dia a dia, podendo, ainda, evoluir para complicações graves, como desidratação, que é bastante comum em crianças, idosos e portadores de doenças crônicas.

A maior parte dos agentes infecciosos que provocam a diarreia do viajante é adquirida através da transmissão fecal ou oral, resultante da contaminação de água e alimentos, através de dejetos, direta ou indiretamente.

Em alimentos, a contaminação pode ocorrer antes, durante ou após o seu preparo, através de armazenamento incorreto de insumos ou alimentos, em temperaturas inadequadas e por períodos de tempo que facilitam a multiplicação dos agentes infecciosos que, depois, irão provocar a diarreia do viajante.

Dr Stamatios PoupalosMédico Clínica Geral

Ainda com dúvidas? Complete uma consulta online grátis e pergunte à equipa médica qual o tratamento mais indicado para si.

Comece a sua Consulta online Agora

Qual é a causa da diarreia do viajante?

A diarreia do viajante, de uma forma geral, é uma infecção alimentar provocada pela ingestão de um agente qualquer, podendo ser um vírus ou uma bactéria, que irá se multiplicar no trato digestivo do indivíduo.

O agente infeccioso pode provocar a diarreia, quando é invasivo, como no caso da salmonela, ou não sendo invasivo, pode causar intoxicação alimentar, que irá resultar em vômitos e náuseas, provocando, posteriormente, também a diarreia.

Sintomas da diarreia do viajante

A diarreia do viajante, quando provocada por bactérias ou vírus, surge de forma súbita, com sintomas que podem causar cólicas moderadas e fezes mais pastosas, com fortes dores abdominais, febre e vômitos. Quando provocada por parasitas, a diarreia do viajante gera sintomas mais moderados que, no entanto, são progressivos.

Os sintomas da diarreia do viajante podem aparecer combinados e com diversos graus de gravidade, como com dores de cabeça, vômitos e dores musculares, principalmente quando a causa é algum vírus.

Os sintomas costumam aparecer entre 6 a 48 horas, no caso de infecção por bactérias ou vírus, e de 1 a 2 semanas, quando provocada por parasitas. Sua duração pode ser de 3 a 5 dias, porém, no caso de infecção por parasitas, pode durar semanas, necessitando de tratamento mais aprofundado.

Sintomas comuns da diarreia do viajante

O risco de diarreia do viajante provocada por intoxicação alimentar ocorre em qualquer lugar do mundo, sendo maior durante o verão e atingindo cerca de 10% dos países desenvolvidos e 50% dos países em desenvolvimento.

Os sintomas mais comuns começam com dores abdominais, dores de cabeça e cólicas intestinais, com a consequente ocorrência da diarreia, que pode durar de 2 a 3 dias, mesmo com tratamento.

Sintomas ocasionais da diarreia do viajante

Os sintomas ocasionais da diarreia do viajante podem incluir febre e dores musculares, o que torna a doença praticamente com os mesmos sintomas de cólera, precisando de hidratação oral. Exames clínicos são exigidos no caso de se confundir a diarreia do viajante com o cólera, uma vez que essa doença pode evoluir de forma mais grave, tendo como princípio a diarreia aquosa, acompanhada de vômitos, levando à desidratação, que pode ser fatal em alguns casos.

A febre, na diarreia do viajante, é baixa, de início, tornando-se mais alta se não houver tratamento adequado. Em países de alto risco de malária faz-se necessário investigar a doença, que também pode ser confundida com a infecção pelos parasitas desse mal.

Veja abaixo a tabela com os principais sintomas:

Normal Mais Grave
Fezes moles mais de 3 vezes num período de 24 horas  
Febre  
Náusea  
Vómitos    
Cãibras abdominais    
Sangue nas fezes  
Desidratação  

Onde estou em risco de contrair a diarreia do viajante?

Como citado anteriormente, a diarreia do viajante é comum em pelo menos 10% dos países desenvolvidos e em 50% ou mais dos países em desenvolvimento. Dessa forma, em qualquer lugar do mundo é possível ter contato com os agentes infecciosos presentes nos alimentos, na água ou nas bebidas.

Áreas de maior risco são as que não apresentam condições de higiene de acordo com o necessário, principalmente em vendedores ambulantes ou comércio que não se mostrem limpos e bem cuidados.

Normalmente, os destinos são divididos em graus de risco, como definidos a seguir:

  • Países de baixo risco: Estados Unidos, Canadá, Austrália, Nova Zelândia, Japão e países da Europa Ocidental;
  • Países de risco moderado: países da Europa Oriental, África do Sul e algumas ilhas das Caraíbas, entre outros;
  • Países de alto risco: México, países da América Central e do Sul, do Oriente Médio, da África e da Ásia.

Veja abaixo os locais de risco em destaque no mapa

Risco de Diarreia

A diarreia do viajante pode levar a complicações?

A principal complicação, nos casos comuns de diarreia do viajante, é a desidratação, notadamente quando o indivíduo contaminado apresenta condições de diarreia e vômito, precisando de hidratação oral para manter as condições físicas que possam superar a infecção.

No caso de infecção parasitária, o tratamento deve ser seguido à risca para que não surjam complicações mais sérias.

Prevenção e tratamento da diarreia do viajante

A melhor forma de evitar a diarreia do viajante é manter cuidados com a higiene pessoal, já que as bactérias podem ser transmitidas para a boca pelas mãos ou por objetos. É necessário lavar sempre as mãos antes de comer e evitar coloca-las na boca ou nos olhos

Como segunda regra, é preciso selecionar bem o que se come ou bebe, dando atenção a alimentos e bebidas mais seguros, selecionando os mais adequados, evitando frequentar restaurantes sem reputação de segurança higiênica e não aceitando comidas ou bebidas de vendedores ambulantes.

Esses cuidados devem ser tomados principalmente quando em viagem para locais com cultura gastronômica ou técnicas culinárias diferentes das habituais, em climas mais quentes e, principalmente que tenham padrões higiênicos e sanitários menos rigorosos.

Como posso prevenir a diarreia do viajante?

Não existem medicamentos que possam prevenir a diarreia do viajante. Os cuidados devem ser tomados pelo próprio viajante com relação à sua higiene, tomando sempre água engarrafada e evitando alimentos que não sejam de origem segura.

Tratamento para os sintomas da diarreia do viajante

A maior parte dos surtos de diarreia do viajante apresenta recuperação em poucos dias, sendo necessário evitar a desidratação, ingerindo muito líquido ou chás, fazendo também alguns dias de dieta.

Com a diminuição da diarreia e dos vômitos, é necessário dar início à ingestão gradual de alimentos sólidos, como arroz cozido, cenoura, maça ou pera, carne magra cozida ou grelhada, evitando-se o leite ou derivados, os vegetais e gorduras.

O tratamento medicamentoso pode consistir em remédios que tragam alívio dos sintomas e que atuem na causa da diarreia do viajante, como o Imodium, para ajudar a atrasar a digestão, prevenindo a desidratação e os inconvenientes do aumento de movimentos intestinais.

O Dioralyte é um medicamento que também fornece alívio aos sintomas da diarreia do viajante, ajudando a reidratar o organismo, e o Buccastem ajuda a lidar melhor com a náusea associada à diarreia do viajante, que é um dos sintomas mais desagradáveis da infecção.

O que devo fazer se experienciar diarreia-de-viajante de forma persistente?

O Pacote Diarreia do Viajante é composto com os medicamentos necessários para combater a doença, bem como aliviam os sintomas desagradáveis quase imediatamente. As saquetas Dioralyte reidratam o seu corpo, uma vez que contêm minerais e sais vitais, que perde durante a diarreia.

A maior vantagem do Pacote Diarreia do Viajante é garantir a sua protecção adequada no caso de ser afectado(a) pela doença. Ficar doente num país estrangeiro pode ser incómodo, pelo que ter este tratamento à mão reduz o stress e a preocupação em causa.

Consulta online grátis
Fontes: