Priligy

Compre Priligy online com a prescrição do nosso médico

  • A performance sexual poderá ser 200% a 300% vezes mais longa
  • Disponível nas doses de 30mg e 60mg
  • Entrega grátis no dia seguinte
  • Envio discreto para o seu endereço

O Priligy é o único medicamento clinicamente comprovado para retardar a ejaculação. Priligy é um medicamento de prescrição e não é possível comprá-lo sem receita médica. Na HealthExpress você pode comprar o medicamento Priligy online pois nós emitimos uma receita com base em uma consulta rápida e discreta realizada online. O paciente deverá preencher um breve questionário que será revisto por um de nossos médicos, se a consulta for aprovada, terá acesso aos preços e encomendar o Priligy diretamente na sua área de paciente.

4.5 24 classificações de pacientes
A partir de R$307.78
Comece a sua Consulta
Encomende antes das 16,30h para envio no mesmo dia
Fácil e conveniente:

Sem burocracia ou espera

Tudo incluído no Preço

Avaliação, Receita médica e entrega Grátis

Privado e Convidencial

Entrega e Pagamentos discreto

Medicamentos Originais:

Prescritos por médicos registados no Reino Unido

Compra do Priligy online: Como funciona o nosso serviço

Qual o Valor a pagar pelo Priligy?

O valor vai variar com a dose e quantidade. Lembramos que o preço incluí não só o medicamento mas todo o serviço que prestamos desde a consulta e receita médica online ao envio expresso de forma discreta. O preço parte dos R$307.78 e oferecemos métodos de pagamentos seguros e cómodos para si. Nota: websites que vendam Priligy em caixas de grandes quantidades e que não peçam dados médicos, serão ilegais.

Por que posso comprar o medicamento de prescrição Priligy online?

O Priligy é um medicamento sujeito a prescrição médica, ou seja, não pode ser comprado sem indicação médica. No entanto, na HealthExpress, oferecemos a possibilidade de completar uma consulta online grátis que permite aos nossos médicos parceiros verificar se o paciente está apto para o tratamento. Se tal se verificar, uma receita médica é emitida e enviada para a nossa farmácia parceira que fará o envio para o endereço escolhido. Qualquer farmácia online que venda Priligy sem requisitar dados médicos e/ou emitir uma receita, está a agir fora da lei.

Por que não é possível comprar Priligy sem receita médica em Portugal?

Em Portugal e na União Europeia, o Priligy é considerado um medicamento de prescrição médica, sendo por isso obrigatório que um médico determine se o paciente está apto e se é seguro iniciar o tratamento.

É seguro comprar Priligy na HealthExpress?

Na HealthExpress, antes de comprar o Priligy, passa por um processo de consulta online (questionário) que permite a si e aos nossos médicos parceiros verificar que é completamente seguro iniciar o tratamento. Todos os nossos médicos estão registados na Autoridade Médica Britânica (GMC, General Medical Council) e a HealthExpress está aprovada para venda de medicação online pela entidade Britânica MHRA (Medicines and HealthCare products Regulatory Agency).

Como é que o medicamento é entregue?

Após os nossos médicos aprovarem o seu pedido, a farmácia enviará o medicamento para o endereço que requisitou no processo de compra. Pode receber tão rápido como 24H para a maioria do território europeu. As encomendas são completamente discretas sem informação relativa ao website ou ao Priligy.

Como sei que comprei o Priligy original?

A HealthExpress apenas obtém medicamentos de laboratórios ou fabricantes de renome. A nossa farmácia é regulada a nível local (pelo MHRA) e Europeu (Agência Europeia Medicamentos) garantindo assim que operamos de forma transparente.

Os meus dados são protegidos durante o processo de compra on-line?

Na HealthExpress, valorizamos a privacidade dos nossos pacientes. Qualquer dado pessoal, médico ou de pagamento está protegido por SSL. Não é feita qualquer partilha de dados com terceiros sem o seu consentimento.

Mais alguma questão?

Se tiver alguma questão adicional, não hesite em contatar-nos por telefone, chat ou email.

O que é o Priligy?

O Priligy (Dapoxetina) é um medicamento de prescrição, seguro e eficaz, utilizado no tratamento da ejaculação prematura. Este medicamento faz parte da classe de medicamentos inibidores seletivos da recaptação da serotonina (SSRI). O medicamento Priligy originalmente foi criado para o tratamento da depressão, porém medicamentos SSRI não só inibem a recaptação da serotonina, mas também ajudam pacientes a ter, e manter, uma ereção. O ingrediente ativo Dapoxetina foi aprovado para o tratamento da ejaculação prematura em 2009.

O Priligy é indicado para o tratamento da ejaculação prematura (EP) em homens entre 18 a 64 anos de idade. O medicamento é prescrito se:

  • A ejaculação do paciente ocorre dentro de dois minuto.
  • A ejaculação do paciente é persistente ou recorrente com mínima estimulação sexual antes, durante ou depois da penetração.
  • O paciente sofre angústia pessoal ou dificuldade interpessoal como consequência do medicamento.
  • O paciente tem pouco controle de sua ejaculação.
  • O paciente sofreu de ejaculação prematura na maioria de suas relações sexuais nos 6 meses antecedentes a procura do medicamento.

Priligy não deve ser prescrito para adiar a ejaculação de pacientes que não sofrem de ejaculação prematura (EP).

Qual é o ingrediente ativo do Priligy?

O ingrediente ativo do medicamento Priligy se chama Dapoxetina. A Dapoxetina é um medicamento da classe de inibidores de recaptação da serotonina (ISRS). Inibidores seletivos de receptação, ou reabsorção, da serotonina são de uma classe de medicamentos normalmente utilizados como antidepressivos no tratamento das principais doenças de transtorno depressivo e ansiedade.

A substância ativa do Priligy tem a seguinte fórmula química:

Cloridrato de Dapoxetina

Dapoxetina foi originalmente desenvolvido por Lilly sob o nome LY 210448 como um antidepressivo. A patente foi revendida para Johnson & Johnson em 2003. O primeiro registro de sua eficácia no tratamento para a disfunção eréctil ocorreu em 2009 na Suécia e na Finlândia.

Como o ingrediente ativo Dapoxetina funciona?

Priligy faz parte de um grupo de medicamentos chamados inibidores seletivos da recaptação da serotonina (ISRS). Estes medicamentos evitam a recaptação da serotonina nas células neurais. Para a ejaculação ocorrer, um reflexo deve passar do cérebro para o sistema nervoso simpático (SNS). A ação da recaptação da serotonina faz com que o reflexo ejaculatório não alcance o cérebro rapidamente, o que normalmente causa a ejaculação precoce. Ao impedir esta ação, o medicamento Priligy fornece ao usuário um maior controle de sua ejaculação, aumentando a duração da relação sexual por até 300% mais do que o normal.

Priligy (Dapoxetina) - Mecanismo de ação

Como consumir o medicamento Priligy?

Os comprimidos Priligy são fáceis de consumir, e provaram ser altamente eficaz. A dose inicial recomendada é de 30mg, porém a dose pode ser aumentada para 60mg com indicação médica. O medicamento deve ser consumido de 1 a 3 horas antes da atividade sexual, e não consuma o medicamento mais de uma vez cada 24 horas (por dia). Deve-se procurar assistência médica imediatamente se o paciente consumir mais do que recomendado; o excesso pode deixar o paciente doente e causar vómito.

Siga as seguintes indicações para consumir o Priligy:

  • Engula os comprimidos inteiros para evitar um sabor amargo, com pelo menos um copo cheio de água. Isto pode ajudar a reduzir o risco de desmaio.
  • Este medicamento pode ser consumido com ou sem comida.
  • Este medicamento não deve ser consumido por homens menores de 18 anos de idade ou maiores de 65 anos de idade.
  • Discuta o seu tratamento de Priligy com o seu médico após as primeiras 4 semanas de uso, ou após 6 doses consumidas para verificar se deve continuar o tratamento.

O paciente deve avisar seu médico se decidir parar de tomar este medicamento; pode haver problemas de insônia e tonturas depois de acabar o tratamento.

Quais são os efeitos colaterais do Priligy?

A maioria dos pacientes do medicamento toleram a Dapoxetina extremamente bem, e qualquer efeito colateral é relativamente transitório. Porém, como um tratamento de receita médica, o Priligy pode causar efeitos colaterais em seus pacientes.

Porem raros, pacientes devem parar de consumir o Priligy imediatamente e consultar um médico se ocorrer os seguintes sintomas: convulsões, desmaio, vertigem, mudança de humor, pensamentos de suicídio ou auto-agressão.

Veja abaixo a lista completa de possíveis efeitos colaterais causados pelo medicamento Priligy:

Efeitos Colaterais do Priligy
Comuns Incomuns Raros
Dor de cabeça Desorientação Tontura
Boca seca Depressão Sono
Náusea Alterações na pressão sanguínea Problemas intestinais
Irritabilidade Dores no peito e nos músculos Mudança de humor
Visão embaçada Alteração do paladar Convulsões

Atenção: Se o paciente sofrer qualquer um dos efeitos colaterais, consulte um médico; isto também inclui qualquer efeito colateral não mencionado acima.

Contraindicaçōes do Priligy

O Priligy não deve ser consumido por pacientes com hipersensibilidade à substância ativa do medicamento, ou a qualquer um dos excipientes. O medicamento também não deve ser consumido por pacientes com história de síncope ou depressão grave. Em caso de depressão, o paciente deve ser analisado por um médico antes de considerar o tratamento com o Priligy.

Ademais, o medicamento não deve ser consumido por pacientes que sofrem com condições cardíaca patológicas, tais como:

Contraindicações
A insuficiência cardíaca Anormalidades de condução do coração, tais como bloqueio AV (átrio ventricular) ou síndrome do nódulo sinusal
Conjuntivite Palpitações e aumento da frequência cardíaca
Doença cardíaca isquémica significativa Doença valvular significativa

Interações medicamentosas do Priligy

O consumo do Priligy em combinação com outros medicamentos podem levar a efeitos indesejáveis. Este é, por exemplo, o caso se Priligy for consumido em conjunto com medicamentos para tratar a depressão, tais como:

  • Inibidores da recaptação da serotonina.
  • Inibidores da monoamina oxidase.
  • Antidepressivos tricíclicos.
  • Erva de São João.
  • Lítio.
  • Nefazodona.

O mesmo se aplica a medicamentos com ação como da serotonina, tais como certos antibióticos (linezolida), medicamentos para a enxaqueca (triptanos), hipnóticos (triptofano), ou analgésicos (Tramadol). A uso simultâneo do Priligy com estes medicamentos pode causar uma overdose de inibidores de recaptação de serotonina (síndrome da serotonina), que no pior caso pode ser fatal.

Certos outros antibióticos (telitromicina), antifúngicos (itraconazol, cetoconazol), e agentes virais (atazanavir, nelfinavir, ritonavir, saquinavir) podem aumentar o efeito do Priligy massivamente, portanto não se deve consumir o Priligy com estes medicamentos. O mesmo se aplica para o uso concomitante do Priligy com Tioridazina, um medicamento que é utilizado para tratar a psicose.

Alguns ingredientes ativos permitem a combinação com o Priligy mas apenas em doses baixas e sob rigorosa supervisão médica. Este é o caso por exemplo com eritromicina (antibiótico), diltiazem e verapamil (anti-hipertensivos), fluconazol (antifúngicos), aprepitant (náuseas), amprenavir e fosamprenavir (agentes antivirais).

É também possível que é devido à combinação de ingredientes ativos que o medicamento pode causar efeitos colaterais em seus pacientes. Portanto, a combinação do medicamento com fármacos simpaticolíticos pode causar uma queda na pressão arterial súbita.

A mistura do medicamento com álcool pode causar sonolência, tonturas, e um abrandamento dos reflexos elevados. Portanto, o consumo de álcool durante o tratamento com o Priligy não é recomendado.

Estudos clínicos do Priligy

O Priligy é eficaz em cerca de 8 em cada 10 pacientes. O medicamento permite que o paciente tenha um maior controle de sua ejaculação, aumentando a duração da relação sexual por até 300% a mais do que normalmente ocorre.

Em uma análise clínica em homens com ejaculação precoce, houve um aumento estatisticamente significativo no tempo de latência ejaculatória intravaginal (TLEI) com a dapoxetina comparado com o placebo (de 0,9 - 1,1 minutos para 2,8 - 4,2 minutos com dapoxetina, em comparação a 0,9 - 1,0 minutos para 1,8 - 2,4 minutos com placebo).

Veja abaixo os resultados (em minutos) do TLEI com Priligy (dapoxetina) e com placebo.

Dapoxetina vs. Placebo

Ao todo, a consistência dos resultados identificados mostram uma evidência substancial de um aumento significativo no TLEI com dapoxetina 30 mg e 60 mg, em comparação com o placebo, em pacientes com ejaculação precoce.

Perguntas e respostas sobre o Priligy

Como posso saber se o medicamento Priligy que comprei é original?

Medicamentos originais são fornecidos pelo fabricante com um número de lote. Este é impresso na embalagem do medicamento e pode ser verificado no site do fabricante. Com base em tal número de lote, pode ser visto se o medicamento é original do fabricante Berlin-Chemie (Menarini).

Quais são as vantagens de consumir o Priligy?

Priligy aumenta o tempo entre a ereção até a ejaculação, contribuindo assim para a redução da frustração do paciente que resulta de sofrer ejaculação precoce. A capacidade de estender a latência da ejaculação intravaginal pode aumentar a satisfação sexual do paciente e sua/seu parceira/o. Deve-se manter em mente que o efeito do medicamento é temporário.

Quanto tempo demora para o Priligy fazer efeito?

Para atingir o efeito desejável, o Priligy deve ser consumido 1 a 3 horas antes da relação sexual prevista. Neste período, a concentração de plasma do medicamento no sangue é maior.

O Priligy cura as causas da ejaculação precoce?

As causas da ejaculação precoce são diversas, variando de causas psicológicas a doenças físicas. O ingrediente ativo do Priligy, Dapoxetina, intervém no sistema complexo de neurotransmissores no cérebro e assegura que a serotonina permaneça mais tempo em certos locais no cérebro, resultando em consequência a ejaculação adiada. O medicamento não cura possíveis causas psicológicas da ejaculação precoce.

O Priligy pode ser consumido, apesar do paciente sofrer de hipertensão?

Pacientes com pressão arterial elevada não são necessariamente excluídos de consumir o Priligy. No entanto, note que alguns anti-hipertensivos em combinação com Priligy - especialmente quando em pé - pode levar a uma queda acentuada na pressão arterial. Portanto, é importante informar um médico sobre as condições e medicamentos pré-existentes antes da administração do Priligy.

Fontes:

Classifique o serviço da healthexpress no

Review
Avaliação de Serviço
Rating
Excelente
5 4.8
3,903 pacientes já classificaram o nosso serviço
Avaliação de Produtos
Excelente
4.5
24 já classificaram o nosso serviço Priligy

Atendimento ao Paciente amigável e sempre disponível

Contacte-nos: Seg-Sexta 08:00h às 17:00h

Tudo incluído no preço - Sem taxas adicionais

Preço incluí a receita médica e entrega expresso

Entrega em 24H úteis

Garantida para encomendas antes das 16:30h

Todos os Comentários de para Priligy